segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

AFTA boca

Enquanto as crianças e adultos saudáveis ​​pode ser tratada efetivamente para aftas, os sintomas podem ser mais graves e difíceis de gerenciar em pessoas com sistemas imunitários enfraquecidos. Medicamentos antifúngicos, que geralmente são tomadas por 10 a 14 dias, são frequentemente prescritos para tratar a candidíase. Estes medicamentos estão disponíveis em comprimidos, pastilhas ou líquidos. O seu dentista terá uma abordagem específica de tratamento projetado para você com base em sua idade ea causa da infecção. Porque a presença de infecção por Candida pode ser um sintoma de outros problemas médicos, seu dentista poderá sugerir que você procure assistência de um médico bem como para que quaisquer problemas de saúde subjacentes você pode ter pode ser tratada.

Como pode aftas pode ser evitada?

A seguir podem ajudá-lo a evitar aftas:
  • Seguir boas práticas de higiene oral. Escove os dentes pelo menos duas vezes ao dia e use fio dental pelo menos uma vez por dia.


  • Evite anti-sépticos bucais ou sprays. Estes produtos podem destruir o equilíbrio normal de microorganismos em sua boca.


  • Consulte o seu dentista regularmente. Especialmente se você tem diabetes ou dentaduras desgaste.


  • Limitar a quantidade de açúcar e levedura contendo alimentos que você come. Alimentos como pão, cerveja, vinho e incentivar o crescimento candida.


  • Se você fuma, pare. Peça ao seu médico ou dentista sobre as formas de ajudá-lo a largar o vício.

domingo, 22 de agosto de 2010

Aftas podem ser sinal de diabetes; saiba mais a respeito

Dos 21 milhões de americanos que têm diabetes, muitos podem ficar surpresos com uma inesperada complicação associada com esta condição. Pesquisas sugerem que há uma prevalência aumentada de doenças gengivais (gengivite e periodontite) dentre aqueles com diabetes, somando as doenças gengivais a uma lista de outras complicações associadas com diabetes, tais como doenças cardíacas, acidentes vasculares encefálicos isquêmicos (derrame cerebral) e doenças renais.

Existe uma via de mão dupla?

Pesquisas recentes sugerem que a relação entre doenças gengivais e diabetes é uma via de mão dupla. Não somente as pessoas com diabetes são suscetíveis às doenças gengivais, mas esta pode ter o potencial de afetar o controle glicêmico no sangue e contribuir para a progressão do diabetes.

Pesquisas sugerem que pessoas com diabetes têm alto risco de adquirirem problemas bucais, tais como gengivite (um estágio inicial de doença gengival) e periodontite (doença gengival avançada com perdas ósseas).

Pessoas com diabetes têm um risco aumentado para doenças gengivais avançadas porque os diabéticos são geralmente mais suscetíveis às infecções bacterianas, e têm uma diminuição na capacidade de combater as bactérias que invadem o tecido gengival.

O Surgeon General´s Report on Oral Health afirma que uma boa saúde bucal é parte integrante da saúde geral. Por isso, escove os dentes, use fio dental e consulte o dentista regularmente.

Por ser diabético corro um risco maior de ter problemas com os dentes?

Se seus níveis de glicose no sangue não forem bem controlados, você tem maior chance de desenvolver gengivite e de perder dentes quando comparado a pessoas que não têm diabete. Como todas as infecções, a gengivite pode ser um fator que eleva o açúcar do sangue e torna a diabete mais difícil de ser controlada.

Outros problemas bucais relacionados com a diabete são: candidíase (sapinho- uma infecção causada por um fungo que cresce na boca), boca seca que pode causar aftas, úlceras, infecções e cáries.

Como evitar problemas dentários associados com a diabete?

Em primeiro lugar, o mais importante é você controlar o nível de glicose no sangue. Em seguida, cuide bem dos seus dentes e gengiva e faça exames minuciosos a cada seis meses.

Para controlar as infecções por fungo, controle bem seu diabetes, procure não fumar e, se usar dentadura, remova-a e limpe-a diariamente. O controle adequado da glicose do sangue também ajuda a evitar ou aliviar a boca seca causada pelo diabetes.

Que posso esperar das minhas consultas com o dentista? Devo contar a ele que tenho diabete?

As pessoas que têm diabetes necessitam cuidados especiais e seu dentista está preparado para ajudá-lo. Mantenha seu dentista informado sobre qualquer alteração em seu estado de saúde e sobre os medicamentos que estiver tomando. Exceto em caso de emergência, não se submeta a qualquer procedimento dentário se o açúcar no sangue não estiver bem controlado.

terça-feira, 27 de julho de 2010

Vitaminas e sucos protegem contra aftas

A carência nutricional, especialmente das vitaminas B12 e C são apontas como causas das aftas. São 'bolinha' que surgem nas mucosas da boca, normalmente na língua, nos lábios e nas bochechas. É raro surgirem na gengivas e no céu da boca. Às vezes, ao invés de uma afta surgem várias ao mesmo tempo.

O problema pode durar dias e até semanas. Estudos apontam que a afta se inclui na lista de problemas que podem ser prevenidos com a alimentação correta.

São muito ricos em vitamina B2 o leite fresco ou em pó, queijos especialmente ricota, requeijão e cheddar, iogurtes, carnes magras ovos e vegetais.

Vísceras de animais, como fígado e rins também ajudam, tem boas reservas desta vitamina, mas devem ser consumidos com moderação, porque contém gordura saturada e colesterol.

Já o consumo de goiaba, limão, laranja, acerola, manga, caju , entre outras frutas ajudam a nutrir o organismo com doses poderosas de vitamina C.

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Remédio para AFTA

Quando temos uma afta, parecemos que estamos com um desconforto na boca, além claro de ser um pouco dolorido, e na maioria das vezes elas demoram a ir embora. Mas por que elas aparecem?Bom a única coisa que sabemos é que elas se caracterizam devido á áreas de erosão, e que elas podem aparecer em qualquer lugar da boca.
Existem remédios farmacêuticos para acabar com a afta. Sempre lembrando que muitos deles são caseiros, pois sempre que alguém tem afta é aconselhável que coloque um pouquinho de bicarbonato, pois a cicatrização pode ser mais rápida. Mas antes de fazer qualquer coisa é indicado que você vá á um dentista, pois ele lhe dirá qual o remédio certo á tomar. Pois quem sabe não pode ser outro problema, e se tomar um remédio que não foi recomendado, pode ser que agrave a situação.

AFTA na BOCA

O termo "afta" tem o significado de úlcera, e tem sido usado por muitos anos para descrever áreas de ulceração nas membranas mucosas. Estomatite aftóide é uma condição que é caracterizada pela recorrência de áreas de ulceração, as quais quase sempre são dolorosas.
A estomatite aftóide é recorrente pode ser distinguida das outras doenças com lesões orais similares pela sua tendência de retornar, multiplicidade e cronicidade. Estomatite aftóide recorrente é uma dos problemas bucais mais comuns, pelo menos 10% das pessoas sofrem com ela, sendo que mulheres são mais afetadas que homens. Em torno de 30-40% dos pacientes com estomatite aftóide recorrente têm histórico familiar.

sábado, 9 de maio de 2009

Afta, cura, tratamento, de onde vem


A afta é uma incômoda ulceração (ferida) na mucosa bucal, com incidência normalmente isolada, porém com recorrência múltipla em alguns casos, principalmente em decorrência a estomatites, sendo de 30 a 40 % dos pacientes manifestando histórico familiar. 

Caracteriza-se por erosões dolorosas na superfície interna da cavidade oral, causando lesão aberta no tecido epitelial, atingindo o tecido conjuntivo, expondo algumas terminações nervosas, desencadeando um processo inflamatório de intensidade leve ou moderada e crônica, se não tratada. 

Normalmente o seu ciclo começa com sensações locais de formigamento, irritação e incômodo na mucosa bucal, evoluindo para um ponto avermelhado que com o tempo torna-se esbranquiçado (situação amadurecida). A partir desse estágio surge então uma ferida central com cicatrização rápida, durando em torno de 5 a 7 dias sem qualquer tratamento, ou variando conforme a causa, persistindo de 10 a 15 dias, necessitando de avaliação especializada. 

Entre as muitas causas que implicam o aparecimento da afta estão: estresse emocional, fadiga, alterações hormonais (menstruação), traumas como mordidas acidentais, distúrbios gástricos ou intestinais, perda repentina de peso, alergia a alimentos e deficiência de vitaminas ou carência de sais minerais (ferro). 

O tratamento é realizado com base em antibiótico, mesmo o problema não tendo relação alguma com microrganismos (bactérias e fungos), contudo envolvendo várias considerações específicas conforme identificação da causa, sendo mediante prescrição médica, o uso de esteróides se estabelecido o agravo.

Dicas de como curar aftas

Muito cuidado com aquelas aftas quer nunca cicatrizam, e perduram por 20 a 30 dias. Nesse caso, é preciso avaliar se não há uma doença mais grave por trás, como herpes ou até mesmo Aids. Os fumantes e pessoas que gostam de bebidas fortes, tipo uisque e vodka, precisam analisar as aftas com cuidado porque correm o risco de desenvolver tumores malignos na boca.